Jornal da Educação (ISSN 2237-2164 - Impresso)

Psicologia e Educação

Gestão de sala de aula: fundamental para o sucesso acadêmico dos Alunos

Nesta edição e nas próximas, esta coluna apresentará um conjunto de dicas que são parte do curso de Gestão de Sala de Aula e Estratégias de Manejo de Turmas, ministrada por Sandra Petry, pedagoga joinvilense, que morou e trabalhou entre Jaraguá do Sul e Joinville nas redes públicas municipais, estaduais e nos cursos de Pós-Graduação nos três estados do Sul e atualmente mora em João Pessoa, Paraíba, integrando a equipe de trabalho do psicólogo Gilmar de Oliveira.

Todo início de ano é parecido... os alunos ficam ansiosos em conhecer sua nova sala de aula, se os amigos serão os mesmos do ano anterior, se terão novos amigos, conhecer os professores... De outro lado os professores, por mais experientes que sejam, também sentem esta ansiedade, este “frio” na barriga... quem serão seus novos alunos... do que gostam... como conquista-los...
Vamos conversar um sobre alguns temas que podem ajudar a tornar esse encontro mais agradável, com soluções possíveis de conquistar. Aquelas práticas que muitas vezes deixamos passar com o tempo, na esperança de que os novos alunos já conheçam a rotina escolar... é sempre bom relembrar.

Gestão de Sala de Aula: salas de aula sem um plano de gestão podem apresentar frequentes interrupções, por mau comportamento dos alunos e a falta da rotina, que torna os alunos inseguros, dificultando a concentração e, com isso, a aprendizagem. Um bom plano de gestão de sala de aula vai ajudar os alunos a saberem o que esperar das aulas, reduz a indisciplina e torna a tarefa a aprender mais fácil para todos.

Procedimentos: algumas atitudes simples e eficazes auxiliarão a criar uma rotina para cada dia de escola e determinarão como sua sala de aula é gerenciada. E definirão como você e seus alunos responderão a determinadas situações: recreio, hora do almoço, ou quando os alunos estiverem atrasados, por exemplo.

O professor pode configurar uma rotina para a forma como os alunos entregam trabalhos, deveres e trabalhos em grupo. Isto ajudará a turma a funcionar eficientemente todos os dias e dará aos alunos um senso de autonomia, pois eles aprendem a realizar tarefas com confiança. Também fazem com que os alunos sintam um certo conforto, pois proporciona um senso de familiaridade, já que saberão o que esperar e como agir nas avaliações.

Por isto, é importante evitar alterar a sua rotina diária, na medida do possível. Isto se torna mais fácil quando as aulas são baseadas em temas e projetos, que é a tônica das escolas de sucesso mundo afora.

Apresentando sua organização para a turma: A estrutura, tanto dentro de uma lição quanto ao longo do período letivo, vai ajudar seus alunos a ficarem em dia com seus trabalhos. De novo, lembre que as aulas baseadas em projetos integram várias disciplinas num mesmo tema.
Regras e combinados são importantes. Evite sobrecarregar os alunos com uma longa lista, mas escolha algumas, simples e concisas, para manter sua sala de aula em bom funcionamento.
Justifique as regras e explique sua linha de raciocínio aos alunos, para que entendam por que as regras são necessárias para uma sala de aula ordenada.

Sempre que possível, incentive-os a participar no processo de elaboração de regras, pois os alunos vão segui-las mais prontamente quando eles ajudarem a criá-las. Quando todos já concordaram com as normas estabelecidas, poste uma cópia permanente em sala de aula e digite uma cópia para dar aos alunos, que as colam no caderno e mostram aos pais.

Importante: mantenha o objetivo da aprendizagem em mente e certifique-se de que os alunos saibam por que as regras são como que são: “Andamos em vez de correr no corredor, porque queremos ter certeza de que todo mundo está seguro.”

Afirme a Consequência da quebra da regra: se um estudante faz uma bagunça nos materiais de arte, por exemplo, a consequência lógica é que ele deve arrumar a bagunça. Punições arbitrárias como a perda do recreio, ou qualquer outra coisa não relacionada com a quebra da regra, ensina aos alunos que você é mau e está forçando uma luta pelo poder. Eles podem querer repetir o desafio.

 

Sandra Petry é Orientadora Educacional, Psicopedagoga; Especialista em Interdisciplinaridade. Ministra cursos, palestras e treinamentos; é professora universitária, Orientadora educacional na Rede Municipal de Ensino de João Pessoa - PB  e psicopedagoga clínica. É mãe, esposa e piloto de moto esportiva nas horas de lazer.