Jornal da Educação - ISSN 2237-2164

Data limite para submissão de artigos para 2ª Edição do JE Caderno Científico é 25/03/2019
O JE Caderno Científico -  Os artigos, resenhas e relatos de experiência podem ser enviados até 25 de março de 2019. A primeira edição da revista digital catarinense circulou em agosto de 2018, sob a coordenação cientifica do professor Doutor Norberto Dallabrida. A segunda edição no primeiro... Leia Mais
Brasil é o país que menos valoriza o professor. China é o que mais valoriza.
Pesquisa de opinião realizada pelo Instituto Nacional de Pesquisa Econômica e Social da Inglaterra (National Institute of Economic and Social Research) para a Fundação Varkey, com mais de 35000 adultos, com idade entre 16 a 64 anos e mais de 5500 professores ativos, apontou que o Brasil é o país... Leia Mais
MEC homologa Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio
As diretrizes trazem duas regulamentações importantes: aumentam para três mil horas o curso, tornam opcional o oferecimento de educação a distância e estipula a obrigatoriedade de oferecimento de mais de um itinerário formativo, em áreas distintas, em cada município. O ministro da educação,... Leia Mais
Jornais escolares estudantis
  A criação de jornais escolares produzidos por estudantes ou pelo corpo pedagógico das escolas surgiu na Europa, a partir da primeira década do Século XX. Um dos primeiros educadores a utilizar o jornal escolar foi o belga Jean-Ovide Decroly, no ano de 1909, quando editou em seu... Leia Mais
Projetos de filosofia provocam a transformação ética e estética de alunos e da escola
  Professor de filosofia, Alexandre Marques de Jesus : "Abrimos essa janela de possibilidade, motivamos nossos alunos a serem propagadores de debates, círculo de palestras, ação social, motivação e automotivação afinal política e estética são questões humanas, num clamor de solidariedade, escuta... Leia Mais
Pesquisa aponta que somente 67% do tempo de aulas é usado para a atividade de ensino e aprendizagem
  O Mapeamento “Profissão Professor” mostra que, na percepção de 69% dos professores brasileiros, dar mais oportunidades de qualificação aos docentes é a medida mais eficaz de valorização desses profissionais. A melhoria da remuneração aparece na segunda posição com 62%. Na mesma pesquisa foi... Leia Mais
SUICÍDIO: Debater, conhecer para prevenir
O suicídio é a quarta maior causa de mortes entre jovens de até 30 anos. É crescente o número de casos de suicídio entre adolescentes, até mesmo antes dos 15 anos (mais raro em outras décadas). Nos consultórios, houve um aumento expressivo de adolescentes com ideações suicidas. Nas escolas,... Leia Mais
Escola com doutrinamento de que partido?
  Os professores estão no centro das discussões no Brasil. Desde o momento em que o candidato do PT mudou sua estratégia de marketing, colocando-se como um candidato professor que seria a alternativa a um candidato militar fascista, a radicalização da eleição para presidente foi para o pátio da... Leia Mais
prev
next

Conhecendo nosso povo da região Centro-Oeste na ‘João Agnelo Vieira’

A exposição e apresentações  sobre a cultura, história, manifestações culturais e contribuições da região Centro-Oeste, do projeto Conhecendo nosso povo, da Escola João Agnelo Vieira, do bairro Rainha, da cidade de Araquari, foi realizada no dia 28 de setembro. 


A poetisa Cora Coralina nascida em Goiás, um dos estados da região Centro-Oeste foi uma das personalidades de renome nacional pesquisada pelos alunos e professores da Escola João Agnelo Vieira
Ao lado de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e do Distrito Federal, a região foi desvendada nas apresentações e exposição, evento de culminância do projeto.

 

Cora Coralina
“O saber a gente aprende com os mestres e com os livros. A sabedoria, se aprende é com a vida e com os humildes”.
A frase da poetisa Cora Coralina era apenas uma das inúmeras da exposição realizada na própria escola. A conceituada artista brasileira teve algumas de suas frases e criações lembradas durante o evento de culminância.
“O objetivo desse projeto é conhecer as regiões brasileiras e proporcionar aos alunos e a comunidade que visitam a nossa história uma viagem por diversos cantos do nosso país”, explica a diretora Elizangela Desbesell.

 

Berço dos sertanejos

 

 

Entre as apresentações, estavam cantigas de rodas populares, danças como a “Catira”, lendas, manifestação religiosa oriunda da cidade de Pirenópolis, Goiás, e apresentação musical.
Os estudos coordenados pela professora Midian Espíndola de Souza com seus alunos do 3º e 4º ano lembraram a origem da música sertaneja na região.
Canções interpretadas por duplas como Leandro e Leonardo e Zezé Di Carmargo e Luciano apresentadas pelos alunos, foram cantadas em coro pelos espectadores.
O projeto reforça também a importância da participação dos pais na vida escolar dos alunos.
A mãe do aluno João Neto, do 1ºAno, Renilda Tereza Cecília, ressalta que prestigiar as apresentações do filho“é uma forma de valorizar e incentivar a educação e a cultura. Não perco uma apresentação”, ressalta.

 

O PROJETO - O Conhecendo nosso povo realizado há dez anos pelas escolas municipais, sob a coordenação da Secretaria de Educação, objetiva levar os estudantes a conhecer detalhes sobre as manifestações culturais, música, alimentação, tradições, história e costumes do povo brasileiro.
Anualmente, um sorteio define a região do país que será estudada por todas as turmas de cada escola. E em um evento de culminância, os conhecimentos são socializados com a comunidade escolar.
Todas as nove escolas da rede pública municipal participam, fazem pesquisas e elaboram apresentações e exposição sobre a região sorteada. Na escola, todos os alunos e professores são envolvidos no projeto. As escolas têm até novembro para realizarem as apresentações.
Ainda em novembro, em data a ser definida, as turmas de 5º ano participa,m de um grande encontro, no Salão Paroquial, no centro da cidade para a culminância em nível municipal. Naquele evento, todas as unidades apresentarão os trabalhos desenvolvidos sobre cada região brasileira.

 

Encontre-nos Facebook

Please publish modules in offcanvas position.