Jornal da Educação - JE ISSN 2596-223X - online -

Jornal da Educação-JE ISSN 2237-2164   impresso

Univille implanta jardim botânico em Joinville

     Joinville - A Univille lançou, no dia 12, a pedra fundamental do Jardim Botânico de Joinville, no campus universitário. Este será o primeiro jardim botânico de Santa Catarina instalado em uma universidade; e o segundo do Estado a funcionar originalmente como centro de pesquisas científicas, como prevê o Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). O primeiro é de Florianópolis e está em implantação pela Epagri e Fapesc.

     O jardim botânico de Joinville também será destinado a atividades de preservação, educação ambiental e lazer. O lançamento contou com a presença do ministro da Ciência, Pesquisa e Cultura do Estado da Baviera, Thomas Goppel, e do reitor da Universidade de Erlangen (Alemanha), Karl-Dieter Grüske que participaram do plantio simbólico de palmeiras Juçara, planta símbolo do Jardim.

     O jardim botânico, com 19.160 metros quadrados e área de mata nativa intocada, vai funcionar na área localizada atrás do Centro do Estudante Estrangeiro e do Centro de Artes e Design (CAD), entre os campi da Univille e da Udesc.

     O anteprojeto contempla pórtico de entrada, administração, praça de recepção, museu de zoologia, museu de arqueologia e geografia, auditório, sala de exposições, jardim das samambaias, lago das hidrófilas, estufa, viveiros, canteiros, alamedas, bosques, passeios, trilhas na área de preservação e a incorporação do herbário que funciona na Univille desde 2002.

     A espécie escolhida como símbolo do Jardim Botânico de Joinville é o palmiteiro Juçara – Euterpe edulis Martius (família Arecaceae), nativo da Floresta Ombrófila Densa. É protegido por lei devido ao seu grande valor comercial.

     Segundo a Doutora em anatomia vegetal, Professora Karin Esemann de Quadros, o principal objetivo do Jardim Botânico é o trabalho intensivo com as espécies mais importantes originárias da mata nativa local, principalmente plantas.