Jornal da Educação - JE ISSN 2596-223X - online -

Jornal da Educação-JE ISSN 2237-2164   impresso

Joinville inicia elaboração do Diagnóstico Social da População Idosa

Num prazo de até 18 meses, o Conselho Municipal dos Direitos do Idoso de Joinville (COMDI) espera ter informações mais detalhadas da população idosa de Joinville. No início de março, foi lançado o processo de trabalho para elaboração do Diagnóstico da População Idosa do Município de Joinville. O evento foi realizado no auditório da UniSociesc. O trabalho de coleta de dados qualitativos e quantitativos será realizado pela empresa Painel Instituto de Pesquisa.

A presidente do COMDI, Crystiane Castelen, conta que dar este passo era uma meta deste 2017. “Seremos a primeira cidade catarinense a realizar este diagnóstico e apostamos nele porque com os indicadores poderemos direcionar melhor as políticas públicas para esta população”, declarou ela.

Na sua apresentação, Crystiane ressaltou a importância desta preocupação, por conta também do aumento da expectativa de vida das pessoas, apontando que os números nacionais preveem que a população idosa brasileira atingirá 40% do total de habitantes, em 80 anos.

Para saber como vivem os idosos e como estão sendo atendidos pela sociedade, família, órgãos Instituições de Longa Permanência (ILPIs) será utilizada metodologia científica. O resultado subsidiará tanto ações de órgãos governamentais e não governamentais na formulação, aprimoramento e efetivação dos serviços socioassistenciais do município e na execução de suas políticas e programas.

“É sempre importante a gestão conhecer a realidade para direcionar melhor os esforços para a área. Fico feliz de presenciar este momento”, disse o secretário da Assistência Social (SAS), Vagner Ferreira de Oliveira.