Toque de recolher melhorará a aprendizagem de adolescentes (Abril/2009)

Imprimir

A ciência já tem provado que a privação do sono -uma hora a menos por dia já é privação-  provoca irritabilidade, perda de memória, déficit de atenção e uma série de problemas de saúde. 
Nas crianças, adolescentes e jovens,  a privação do sono é apontada como causa de dificuldades de aprendizagem, falta de memória, dificuldade para cálculos e de relacionamentos.
Vale lembrar também que o ciclo de aprendizagem se dá em três momento. O primeiro deles, demoninado de curto prazo ou memória imediata, é na sala de aula, no momento de prestar atenção e fazer exercícios. 
A segunda fase é chamada de longo prazo. Acontece quando se faz as tarefas de casa e a revisão. A última e mais importante das fases, é a da fixação e acontece durante o sono profundo. Quem não dorme adequadamente não tem sono profundo.
Esta é também a razão pela qual os adultos de idade avançada têm mais dificuldade para aprende Pois a medida que os anos avançam, vamos diminuindo a quantidade e a profundide do sono.
Nas cidades de Ilha Solteira e Itapura (SP), o juiz Fernando de Lima adotou o Toque de Recolher, às 23horas, para menores de 18 anos. Para os menores de 13 anos, o horário de ficar na rua se encerra ás 20h30min. Os Adolescentes entre 14 e 15 anos devem estar em casa às 22horas. Aos menores de 16 anos é proibido frequentar Lan Houses.
A maioria dos pais, mesmo os que não conseguem impor limites aos filhos, gostou da medida, apesar de ser responsabilizado pela transgressão do filho ou filha que ficar na rua após o horário  estipulado pela lei.
Outras cidades já adotaram medida semelhante. Na cidade de Fernandópolis (SP),  o toque de recolher, diminuiu em mais de 50% o número de crimes envolvendo menores em pouco mais de três anos de aplicação.  
"Especialistas", principalmente psicólogos, alegam que a medida é arbitrária e tira a liberdade das pessoas. Mas a verdade é que o excesso de liberdade dos adolescentes brasileiros é assustadora até mesmo para os colegas da mesma idade de outros países. Um exemplo, é o depoimento dos dez adolescentes americanos que visitaram Joinville neste mês de abril.
Um breve olhar para a história mostrará que o país que não cuida de suas crianças e adolescentes, não tem futuro algum. Em decorrência do período de ditadura, o brasileiro passou a supervalorizar a liberdade, confundir democracia com inexistência de regras. Esqueceu que adolescentes estão em formação e precisam ser cuidados, tanto quanto as crianças. E acima de tudo, clamam por orientações e precisam aprender a respeitar limites.
Portanto, está na hora do Brasil começar a cuidar de suas crianças e adolescentes e é preciso começar pela escola. Cada um precisa fazer a sua parte, os professores ensinando os conteúdos mínimos para cada faixa etária e, entre eles, a necessidade de dormir cedo e dedicar-se mais aos estudos e menos ao lazer. 
Já  temos duas horas a menos de aulas por dia, se compararmos nossa jornada com a das escolas da Europa e América do Norte. Se a comparação for com países asiáticos, ficamos devendo mais ainda. Não conseguimos ensinar a nossas crianças o necessário para que sejam profissionais que atendem  às necessidades do mercado de trabalho.
Entretanto, é evidente também que não serão os profissionais da educação que conseguiram sozinhos "salvar" nosso futuro..
Nossos menores carecem de atendimento de saúde física e mental, de proteção à vida, de lazer saudável e educativo e de pais com conhecimento e dinheiro suficientes para prover alimentação e educação..
Por outro lado, as escolas e os profissionais da educação precisam ensinar o máximo, aproveitando todo  tempo em que estão nas escolas.
A sociedade pode colocar as crianças e adolescentes a dormirem mais cedo e o suficiente para caírem em sono profundo várias vezes numa mesma noite. Este já é um bom começo.
Então, que venha o toque de recolher a todas as crianças e adolescentes brasileiras.
E, talvez, ao acordarmos do sono profundo, teremos aprendido a cuidar melhor de nossas crianças e adolescentes, salvando o futuro de nossa Pátria Amada Brasil.