Jornal da Educação - ISSN 2237-2164

Projeto Eu Vivo Aqui
Araguari

Cultura - Professora participa ativamente da vida comunitária e política (Março/2011)

A professora Sueli H. Oliveira, atual presidente da Fundação Municipal de Cultura e Esportes tem participado ativamente da construção da história do município que escolheu para viver desde 1968. 
Viúva do ex-prefeito Aci Ferreira de Oliveira atribui ao apoio incondicional do marido, sua força para o trabalho. Fundadora da ATIVA - Associação de Terceira Idade e Voluntários de Araquari e da APAE, participou também da organização das primeiras edições da Festa do Maracujá. 

Profissionalmente, sua maior realização foi ser diretora eleita da EEM Almirante Boiteux no final da década de 1980. “Meus alunos de 4ª serie foram meus cabos eleitorais. O cargo de diretora de escola foi o que mais me realizou. Porque não deixei de ter contato com os alunos e pude trabalhar com os pais e os colegas professores. A comunidade pegava junto. Os pais faziam mutirão para pintar a escola. Nós chamávamos todas as mães para um café na escola e cada uma trazia algum material para doar”, lembra saudosa. 
“A comunidade era muito participativa. As mães emprestavam máquinas de costura e vinham na escola fazer uniforme para os que não podiam comprar. Para o desfile, a gente uniformizava a escola inteira”, conta.
“Naquele tempo, o professor era o líder e todo mundo respeitava a escola. Eu conseguia fazer de tudo porque tive a sorte de poder contar com as pessoas certas. Eu tinha uma equipe muito boa e os pais participavam ativamente na APP”, ressalta. 
 
Divisórias da sala de aula eram tiradas para fazer a reunião de pais (1987) que participavam ativamente das ações da escola. 
 
Laboratório virava restaurante
 No período em que foi diretora, a merenda escolar era servida em canecas, mas uma vez por semana, uma das turmas tinha uma refeição especial. “O laboratório era transformado numa espécie de restaurante, onde as crianças comiam a merenda em pratos, com garfo, faca, etc. Tudo dava muito certo porque eu não fazia sozinha. Cada um fazia a sua parte”,  conta saudosa.
Em 1993, mesmo ano em que o marido se tornava prefeito, Sueli fundou a ATIVA - Associação de Terceira Idade e Voluntários de Araquari, abrindo as portas para trazer e manter a APAE em Araquari.  
“Naquele período era normal a primeira dama trabalhar com o marido, a lei permitia. Comecei a trabalhar sem salário e depois, com a mudança da legislação, fui nomeada. Sempre tive preocupação com os idosos e os deficientes. A área social da cidade ainda não estava estruturada, então assumi a Secretaria de Promoção Social”, registra. 
“Graças a Deus, nossas campanhas sempre dão certo. Trabalho com as duas entidades em conjunto, uma apoia as ações da outra. As idosas saem para angariar recursos para a APAE que atende cerca de 50 alunos e as voluntárias dão apoio aos grupos de idosos”, fala entusiasmada sobre o trabalho voluntário. 
 
Em 1987, alunos da 2ªsérie do “Almirante Boiteux” fizeram passeada anti-fumo. 
 
Festa do Maracujá
Uma safra recorde de maracujá levou à criação da primeira Festa do Maracujá. “Nós já tínhamos pensado em fazer alguma coisa para levantar a auto estima da população. Então nasceu a Festa do Maracujá. No lançamento, os jovens faziam pedágio nas ruas e todos estavam orgulhosos. A primeira festa aconteceu em 1995”, registra.

Please publish modules in offcanvas position.