Jornal da Educação - ISSN 2237-2164

Projeto Perfil
Itapoã

Bibliotecas são o centro do saber das escolas municipais de Itapoá

     O Prefeito Sérgio Ferreira de Aguiar em parceria com a Secretária da Educação, Professora Márcia Regina Eggert Soares e o Departamento Pedagógico estabeleceram como meta melhorar a qualidade do ensino oferecido aos 2260 alunos matriculados na rede municipal de ensino.

     Entre as ações já em andamento para conseguir cumprir seus objetivos, está o Projeto Biblioteca Informatizada e a recente formulação da Proposta Curricular do município.

     Além da catalogação de todo o acervo e da capacitação dos profissionais para desenvolver projeto de incentivo à leitura, as bibliotecas das escolas municipais estão sendo reformuladas em sua estrutura física.

     Mais livros, espaço físico ampliado, climatização e quiosques de leitura ao ar livre são algumas das melhorias em andamento em todas as escolas.

     Os computadores para controle do acervo possibilitarão aos leitores encontrar mais facilmente os livros e periódicos e, às escolas, controlar os empréstimos.

     “Acreditamos na força transformadora da leitura. Com a colaboração da comunidade escolar – bibliotecário, professores, alunos, administradores, pais e funcionários, nossas bibliotecas passarão a ter maior importância na vida de nossas crianças”, aposta a Secretária.

Um mergulho no conhecimento

      “Quem ainda acha que pode prender o interesse de um aluno por quatro ou cinco horas diárias de falatório e cópia de quadro de giz, quando todo um mundo vibrante e sedutor o convida a se conectar?

     A escola é, sem dúvida, o melhor lugar do mundo para se preservar o que há de melhor em nossa cultura oral-escrita, mas essa sua função tradicional não pode exilar das práticas educativas as novas falas, as novas escritas e as novas leituras, que tecem os sentidos de nossa experiência do dia-a-dia”, afirma a Secretária Márcia.

     “É preciso ressaltar que a biblioteca está sendo redescoberta pelas escolas. Isto porque a biblioteca escolar está sendo vista como um instrumento de aprendizagem do qual a educação não pode mais se desfazer. Por outro lado, a biblioteca escolar não pode mais ficar isolada, porque mais importante que priorizar o desenvolvimento de acervos locais é garantir a capacidade do aluno, professor, funcionário e comunidade de acessar a informação, onde quer que ela esteja”, completa.

     “A biblioteca escolar tornou-se mais um instrumento de ação pedagógica e está inserida na Proposta Curricular da Rede Municipal de Ensino de Itapoá. Agindo como um centro de questionamento, de ‘provocação’, ela está cumprindo o papel que dela se espera”, declara a Coordenadora Pedagógica Sandra Regina Fernandes da Silva.

     “Para as nossas bibliotecas escolares desempenharem suas funções, não se pode adquirir apenas livros. Estamos adquirindo também outros tipos de fontes e suportes de informação, especialmente a informação eletrônica (rede Internet, CD-ROM), fitas de vídeo, fantoches, máscaras, jogos,     materiais anatômicos, fotografias, entre outros”, informa a  Coordenadora Pedagógica Vanilda de Souza.

     “O importante é que os professores estão sendo os mediadores, e não apenas transmissores, nas atividades culturais desenvolvidas pela biblioteca escolar, como a hora do conto, teatro, declamação de  poesias, concursos, gincanas, música, contação de histórias, oficinas e tantas outras que a criatividade do professor possa ser capaz de desenvolver, tendo-se sempre em mente a necessidade de fazer o elo entre estas atividades e o acervo da biblioteca. É preciso remeter, sempre que possível, o aluno para o desenvolvimento do processo da leitura, que é um dos grandes entraves para o aprimoramento de nossa sociedade”, destaca a Coordenadora Pedagógica Terezinha Fávaro da Silveira.

Diagnóstico

     Ao reassumir a Secretaria, em setembro do ano passado, a  Secretária realizou  reuniões, inicialmente com os professores e especialistas, e em seguida também com os pais, em todas as escolas da Rede Municipal.

     As perguntas foram às mesmas, tanto para os professores e demais profissionais da escola, quanto para os pais. Todos tiveram a oportunidade de dizer o que estava bom, o que estava ruim e apresentaram as sugestões para melhorar a qualidade do ensino em cada escola.

     Desde então, a Secretaria de Educação com o apoio integral do Prefeito Sérgio Aguiar, vem promovendo as melhorias nas estruturas das escolas que foram reformadas e ganharam novos espaços físicos. Para as bibliotecas escolares  foram adquidas mesas, cadeiras, estantes, condicionadores de ar e vários livros para melhorar o acervo, que foi catalogado em computador, por meio do projeto biblioteca informatizada. Os profissionais receberam capacitação para atuarem com mais eficácia nos ambientes escolares.

Soluções

     As escolas de Ensino Fundamental foram equipadas com relógio ponto digital, máquinas fotocopiadoras, impressoras e computadores. Na sala dos professores foram instalados computadores para que possam preparar suas aulas, sofás e ar-condicionado tornaram o ambiente mais agradável. As salas das especialistas também receberam melhorias. 

     As salas de aulas ficaram mais acolhedoras com o novo piso e cortinas, a pintura das paredes, os novos ventiladores, as carteiras reformadas, a mesa do professor, os armários, os novos quadros brancos, os materiais didáticos e pedagógicos e os brinquedos educativos.

     Visando oferecer mais segurança, esporte, lazer, cultura, e conforto para os alunos e profissionais que trabalham nas escolas foram construídos com muros e instalados portões eletrônicos e bebedouros com água gelada, as escolas estão sendo ajardinadas e ganhando espaços especiais como os quiosques com mesas para jogos e atividades pedagógicas. Inúmeros materiais esportivos e mesas de ping-pong estão à disposição dos alunos na hora do recreio e dos professores de Educação Física.

     Para melhorar ainda mais a alimentação escolar, o cardápio foi melhorado e enriquecido com novos produtos, os refeitórios foram reformados e a escola do Samambaial ganhou a cozinha. Na mesma comunidade, foi reformado o prédio onde funciona o Conselho Municipal da Educação e o Conselho do FUNDEB. 

     Também foi solicitado pelo Prefeito Sérgio e aprovado pela Câmara de Vereadores, um percentual de 13% de “incentivo à exclusividade de atuação no cargo”, no Sistema de Ensino Público Municipal, a partir do mês de abril, a todos os profissionais da educação que já cumpriram o estágio probatório.

     Foi realizado o concurso público para o qual mais de 725 candidatos disputaram as 36 vagas existentes na Rede Municipal, prova de que muitos profissionais habilitados estão dispostos a trabalhar em Itapoá.

Please publish modules in offcanvas position.