Jornal da Educação - ISSN 2237-2164

Projeto Perfil
Secretários da Educação

Transporte Escolar é Prioridade em Garuva (JE 268)

 
A pedagoga, com pós-graduação em psicopedagogia, Adriane B. M. Galando, tem 26 anos de experiência em educação. Adriane  foi professora da educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental nas redes estadual e municipal. Sua experiência em gestão inclui a direção da creche municipal, da EBM Vicente Vieira, tutoria em  EAD de formação de docentes e a  Coordenadora pedagógica de ensino superior.
 
Nestes primeiros meses de gestão, a secretária precisou dedicar a maior parte de seu tempo, para resolver problemas relacionados ao transporte de 1400 estudantes das redes municipal e estadual.  As ações incluíram ainda estudo sobre o orçamento disponível para este ano de 2013 e o planejamento das próximas ações.
“Trabalhamos para organizar as 16 rotas, que precisam ser feitas com ônibus exclusivo para transporte escolar visando a atender ao Termo de Ajuste de Conduta assinado pela Prefeitura, no início de dezembro, com o Ministério Público. Porque os estudantes precisam ser transportados sentados, com cinto de segurança e monitor em cada ônibus. Foi necessário um trabalho conjunto com os demais secretários que ajudaram a planejar as rotas, porque para transportar os alunos com segurança é preciso infra-estrutura”. 
“Após concluir o processo do transporte escolar, vamos fazer uma projeção de  todos os gastos e planejar com segurança as ações da secretaria para os próximos anos.  Por outro lado, Garuva completa 50 anos este ano e também estamos preparando uma semana de festividades em dezembro”, adianta.

METAS
Com a inauguração de uma nova creche, no Jardim Esperança, a cidade atenderá 40% das crianças de 0 a 3 anos. O atendimentos as crianças de 4 a 5 anos é de praticamente 100%.
Implantar os mais recentes recursos tecnológicos nas escolas, como por exemplo, a lousa digital; e melhorar as salas informatizadas são alguns dos objetivos da nova gestora. “Temos uma geração que está muito conectada e a escola não pode ficar à parte disso”, sentenciou. 
Dar continuidade a programas de destaque como o MUSICART e criar a banda marcial do município são objetivos no setor cultural. 
 
Tempo integral

A primeira escola a atender os alunos em período integral, a EM Duque de Caxias, na localidade Baraharas, iniciou suas atividades, em fevereiro, com 50 alunos da pré-escola e series iniciais. As  aulas, em turmas bisseriadas, têm início às 8h da manhã e terminam às 15 horas. 
O projeto Mais Educação - escola integral é efetivado por meio de um convênio com o MEC. “Optamos pela Duque de Caxias porque é uma escola pequena, localizada num ambiente mais tranqüilo e a comunidade é muito participativa, tanto que fez um  mutirão e transformou a escola num lugar ainda mais agradável”, argumenta Adriane.
“A comunidade e a APP são muito presentes na escola que foi completamente reformada antes do início das aulas. Os pais contribuíram, foram uma semana antes de iniciar as aulas, pintar a escola e organizar tudo. O jardim da escola, também são eles que fazem”, completa. 
Os alunos têm aulas regulares pela manhã e, no período vespertino, reforço escolar, informática, brinquedoteca, jogoteca e, em breve, aulas de dança e música. Café da manhã, almoço, lanche nos  intervalos regulares e antes de  ir para casa são as refeições oferecidas a todos os alunos.
Entre as metas da nova gestão está a implantação de tempo integral nas escolas “Içá-Mirim”, “Vicente Vieira”, “Ernesto Alberto Hattenhauer”  e  “Maria Martins Budal”. 
 
 
 
 

Please publish modules in offcanvas position.