Jornal da Educação - ISSN 2237-2164

Notícias

Programa de educação financeira é ampliado para todas as escolas municipais

 

Joinville - O programa de educação financeira, implantado em 2015, como projeto piloto, foi transformado em projeto institucional e passa a abranger todas as escolas da rede municipal de ensino.

Desde 2015, 47 unidades trabalham de forma interdiciplinar ou nos conteúdo específicos durante as aulas. Na época, Joinville (SC) e Manaus (AM) foram os dois municípios brasileiros escolhidos para participar do projeto-piloto da Associação de Educação Financeira, com apoio do Banco Mundial e Ministério da Educação.

O objetivo é criar e desenvolver nas crianças e adolescentes a cultura de planejamento, prevenção, poupança, investimento e consumo consciente.

As 85 escolas municipais aplicam o conteúdo para as turmas do 1º, 3º, 5º, 7º e 9º ano do Ensino Fundamental, abrangendo cerca de 26.700 alunos.

Os estudantes aprendem sobre orçamento familiar, pesquisa de preços e são incentivados a pedir a nota fiscal e a auxiliar a família a controlar seus gastos.

Diretores, supervisores e professores receberam capacitação e material didático para que o tema fosse inserido no conteúdo de forma transversal e interdisciplinar. Todos os professores em todas as disciplinas, puderam trabalhar os conteúdos do programa pertinentes a sua disciplina.

Destaque nacional

A professora Carlas Nascimento Pawluk, da Escola Municipal Professora Eladir Skibinski, participa do projeto desde 2015.

Além de pesquisar preços, confeccionar cofres com material reciclável para incentivar a poupança, os alunos criaram um Mercado, dentro da escola.

Carlas afirmou que o aprendizado das crianças influencia no comportamento financeiro da família.

O projeto da escola, situada no bairro Aventureiro, foi destaque nacional em reportagem do Jornal O Estado de São Paulo e na TV Escola.

“Nos três anos de trabalho, pudemos perceber a mudança de atitude dos alunos dentro da escola. Houve diminuição do desperdício da merenda. Não temos mais lixo jogado no chão. A depredação é zero”, conta a diretora, Nazaré Costa.

A diretora destaca ainda que o sucesso foi possível graças ao envolvimento de toda a equipe.“ O coletivo participa. Por isso dá certo”, relata. O resultado das atividades desenvolvidas no programa de educação financeira será exposto na Feira Municipal de Matemática.

Assista: https://tvescola.org.br/tve/video/sua-escola-nossa-escola-educacao-financeira-escola-municipal-professora-eladir-skibinski-joinvillesc

Materiais de apoio

Como forma de apoiar a inserção do tema nos currículos de redes e escolas, uma mobilização multissetorial para promover a educação financeira elaborou uma série de materiais que podem ser usados por professores e alunos de todo o país.

No site da ENEF (Estratégia Nacional de Educação Financeira), coordenada pela AEF-Brasil com a participação de membros do Comitê Nacional de Educação Financeira, são disponibilizados vídeos, materiais didáticos e um curso online de 40 horas.

A DSOP Educação Financeira também promove uma série de cursos e materiais que podem ser utilizados por escolas de todo o país.

A metodologia é baseada em quatro itens: diagnosticar, sonhar, orçar e poupar, tendo como objetivo empoderar a comunidade escolar para desenvolver atitudes conscientes de sustentabilidade financeira.

Links:
1) http://porvir.org/educacao-financeira-na-sala-de-aula-e-investir-na-vida-fora-da-escola
2) http://www.vidaedinheiro.gov.br/
3) http://www.dsop.com.br/escolas

Please publish modules in offcanvas position.